Um assaltante identificado apenas como Thiago foi morto após trocar tiros com a Polícia Militar na cidade de Itaquaquecetuba, na região Metropolitana de São Paulo, nesta segunda-feira (3). Ele foi morto dentro de uma casa na Vila Japão, após ter reagido a prisão. Thiago, que não tinha passagem pela polícia, e o comparsa estavam sendo perseguidos por policiais desde a cidade de Mogi das Cruzes, suspeitos de furtarem estepes de automóveis. Estepes furtados foram recuperados.

A dupla de criminosos começou a agir na manhã desta segunda-feira (3) pelas ruas do centro da cidade de Mogi das Cruzes. Depois de furtarem 5 estepes de carros estacionados, os ladrões foram vistos e denunciados por testemunhas que logo acionaram a polícia.
A Polícia Militar, então, começou a perseguir os criminosos que fugiram até a cidade de Itaquaquecetuba. Tudo durou cerca de 30 minutos. Policiais de Mogi das Cruzes e Itaquaquecetuba participaram da ocorrência.
O carro dos assaltantes só parou perto do Hospital Estadual Santa Marcelina, quando o pneu estourou. A dupla se separou e fugiu a pé pelas ruas do bairro. Davilson Vince Júnior, de 26 anos, que já tinha passagem por furto, roubo e receptação foi preso em flagrante. Já seu comparsa, identificado apenas como Thiago, tentou fugir pulando os muros das residências da região, mas logo foi cercado pelos policiais.

Assaltante foi morto dentro de uma casa na Vila Japão.
Dentro da casa, na Rua Rio Tamanduateí, Thiago, que segundo a polícia estava armado, resistiu à prisão e acabou sendo baleado pelos militares. Ele chegou a ser socorrido até o Hospital Santa Marcelina, mas acabou morrendo.
A casa estava vazia quando foi invadida pelo criminoso. Apenas vizinhos ouviram e viram a movimentação das viaturas "Ouvi barulho de tiros, uns 4 a 5 disparos. Fiquei um pouco assustada e saí no portão, foi quando vi um monte de carro de polícia.", diz a dona de casa Eva Florencia.
A Corregedoria da Polícia Militar esteve na Delegacia Central de Itaquaquecetuba para acompanhar o caso, já que houve resistência seguida de morte. O preso Davilson Vince Júnior, de 26 anos, e a ocorrência foram encaminhados ao Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), em São Paulo.

 

Fonte :  G1.com