Os vereadores de Poá aprovaram na noite de ontem (18 de fevereiro) Moção de Apelo ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), solicitando que a esfera estadual paulista interfira na situação sobre a falta de delegados plantonistas em Poá e toda a região do Alto Tietê. A reclamação reside no atendimento precário oferecido aos poaenses que necessitam de atendimento na delegacia.
Aprovado por unanimidade, o apelo é para que o chefe do governo paulista designe para a região do Alto Tietê delegados plantonistas, sobretudo, um profissional fixo para a cidade de Poá. A propositura é de autoria da presidente honorária do PTB, vereadora Jeruza Lisboa Pacheco Reis e será encaminhada ao Palácio do Bandeirantes.
Segundo Jeruza, Poá vem sofrendo com o revezamento no atendimento do plantão policial há mais de três anos. O motivo seria a falta de efetivo também em cidades vizinhas, entre elas, Itaquaquecetuba, Suzano e Ferraz de Vasconcelos. As ocorrências policiais da cidade são direcionadas para a delegacia local pelos cidadãos e membros da Polícia Militar, quando esperam por horas para realizar procedimentos, sempre por falta de delegados plantonistas. Viaturas, policiais e conselheiros tutelares passam boa parte do seu plantão na delegacia, quando deveriam estar atendendo a população.
O pedido reitera um requerimento de 21 de outubro de 2011, quando a petebista solicitou atenção especial à situação da segurança de Poá e cidades vizinhas em um requerimento de voto de apelo ao governador.
Na tribuna, a parlamentar não economizou críticas à situação e lamentou o fato que para ela representa falta de respeito com a população:
“É inconcebível que Poá tenha de dividir um plantonista com as cidades vizinhas, sabemos que a demanda de Itaquaquecetuba e Suzano, por exemplo é bem maior. Não podemos permitir que essa situação continue assim, não vamos engolir goela abaixo sem ter voz e vez, se nós imploramos pelo atendimento, imagine a população. Por isso, muitas vezes, as pessoas ficam desacreditadas na justiça, no serviço público. É uma negligência do Estado, não podemos aceitar passivamente. Falta respeito com os profissionais do Direito e com a população”, concluiu Jeruza aclamada pelo público que se encontrava na galeria.
O líder do governo na Câmara, vereador Deneval Dias do Nascimento (PRB) engrossou a fala da petebista.
“É necessário melhorar o atendimento ao público, saber onde estão os funcionários dessa delegacia. Essa demora em atender as pessoas tira as viaturas das ruas que precisam fazer o acompanhamento. Não falta somente delegados plantonistas, mas também escrivães”, ressaltou.
O vereador Lázaro Borges (PROS) foi além ao citar que a população carente é a que mais sofre para ter atendimento. O parlamentar encerrou sua fala dizendo que Poá precisa ter representatividade na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo para que as coisas se encaminhem.
Presidente da Comissão de Segurança Pública na Casa de Leis, o vereador Willian Ferrari (PROS), o Neno Ferrari, se colocou à disposição em apoiar medidas que caminhem em prol da segurança da cidade.

Fonte: Assessoria de Imprensa Municipal de Poá